SELEÇÕES TREINAM NO VELÓDROMO

SELEÇÕES TREINAM NO VELÓDROMO

Na pista considerada a mais veloz do mundo, o Velódromo do Rio, cinco atletas da seleção brasileira júnior aperfeiçoam suas técnicas e estratégias nesta reta final da preparação para o campeonato Pan-Americano de Ciclismo Júnior, no México. Vinicius Guimarães da Cruz, Amanda Kunkel, Julia Constantino, Julia Leite Braga e Yana Camargo treinam, pela primeira vez no legado olímpico, desde sexta-feira (21/06). As atividades na pista começam de manhã, às 9h, onde se estendem por três horas. À tarde, o grupo realiza os treinos de força e recuperação no Parque Aquático Maria Lenk.

A expectativa é que a seleção júnior tenha um bom desempenho nas provas de pista e estrada, levando em conta o retrospecto de medalhas. Os atletas paranaenses Amanda e Vinícius, ambos de 18 anos, subiram ao pódio nos últimos Jogos Sul-Americanos, no Chile. Para o técnico Emerson Silva, o grupo tem grandes chances de brigar por medalhas em Lima. entre os dias 02 e 07 de julho.

“É uma equipe muito coesa e talentosa, com nível técnico muito bom. E nós temos uma seleção com quatro meninas que se destacam, o que não é comum em outras seleções formadas em sua maioria por meninos. O grupo está confiante e concentrado”, afirmou Silva.

Além dos atletas juniores, a seleção brasileira elite de pista retoma os treinos no Velódromo a partir do dia 9 de julho, também sob o comando de Emerson Silva. Daniela Lionço, Wellyda dos Santos Rodrigues, Flávio Wagner Cipriano, João Vitor da Silva e Kácio Fonseca da Silva Freitas estarão no legado olímpico com foco nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, com provas de pista entre os dias 01 e 04 de agosto.

Outra seleção que deve utilizar o Velódromo para treinos antes de seguir para Lima é a Argentina. Os oitos ciclistas “hermanos” convocados para a competição de pista estão com treinos programadas para o período de 17 a 26 de julho.

A AGLO conversou com o técnico Lanzi Marcelo, que explicou que a seleção argentina procurou alternativas em países vizinhos para fazer a melhor preparação possível na reta final de treinos que antecedem o Pan-Americano, já que nesta época do ano é muito frio por lá e a pista de ciclismo do país não é coberta. Ele adiantou que no futuro, pretende fazer outras sessões de treinamentos no Rio de Janeiro.

“O Velódromo de Santiago do Chile tem excelentes recursos, mas o inverno não é favorável. Outra opção foi o Velódromo de Cochabamba, na Bolívia, mas precisaríamos estar à altura muitos dias para poder fazer uma adaptação adequada. No Velódromo do Rio de Janeiro, além de contarmos com uma estrutura de nível olímpico, o clima da cidade é excelente e estaremos no nível do mar, praticamente as mesmas condições que encontraremos durante o campeonato em Lima”, afirmou o técnico.

Por Clarissa Fortunato Bim, Autoridade de Governança do Legado Olímpico – AGLO

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário:

X
X