Parque de Deodoro mostra seu legado olímpico em visita do Ministro do Esporte

Parque de Deodoro mostra seu legado olímpico em visita do Ministro do Esporte

 

Uma das principais sedes dos Jogos do Rio, o Parque Olímpico de Deodoro abriu suas portas nesta terça-feira (09/10) para a visita do ministro do Esporte, Leandro Cruz, que percorreu todas as instalações do complexo esportivo a fim de verificar de perto as arenas do legado olímpico e a utilização delas em prol do desenvolvimento do desporto nacional e também da implantação de projetos de inclusão social de crianças e adolescentes. Caso, por exemplo, do Programa Forças no Esporte (Profesp) desenvolvido em parceria com o ministério e que, no Parque de Deodoro, atende a mais de 60 jovens por meio de aulas de vôlei, basquete e futebol.

Na companhia do general André Luiz Allão, comandante do Centro de Capacitação Física do Exército (CCFEX) e responsável pela gestão do Parque de Deodoro, e também do presidente da Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO), Paulo Márcio Dias Mello, órgão vinculado ao ministério, o ministro Cruz esteve em cada uma das áreas esportivas do complexo.

Ele iniciou o tour pelo stand de tiro, considerado hoje um dos três mais modernos do mundo, e que leva o nome do Tenente Coronel Guilherme Paraense; primeiro atleta brasileiro a ganhar uma medalha de ouro olímpica, na categoria tiro rápido, alcançando esse feito nos Jogos da Antuérpia (Bélgica), em 1920. E o stand vai sediar no ano que vem a Copa do Mundo de Tiro, prevista para o mês de agosto – é a primeira vez que o Brasil realizará um mundial da modalidade.

Depois, o ministro conheceu o Centro de Hóquei sobre grama (sintética), que estava sendo utilizado por dezenas de jovens praticantes desse esporte que começa a ganhar  adeptos no país – uma demonstração da aplicação do legado olímpico na prática. Em seguida, ele visitou a arena Coronel Wenceslau Malta, onde crianças e jovens do programa Profesp faziam aulas de basquete, vôlei e futebol. O ministro Cruz também esteve no parque aquático, local das disputas do pentatlo por ocasião dos Jogos.

“Muito bom ver de perto que as arenas dos Jogos Olímpicos do Rio aqui no Parque de Deodoro estão cumprindo o seu papel de proporcionar um legado não apenas para o esporte de alto rendimento, mas também para a implementação de programas sociais pelo esporte. Isso é muito importante”, comentou Cruz

O general Allão, gestor do complexo esportivo, deu números da efetiva utilização do parque. ”No ano passado, realizamos 81 eventos aqui, e este ano já foram 89. Estamos fazendo do legado olímpico uma realidade”, atestou.

Curso de Ações de Comandos

O ministro Cruz se deslocou do Parque de Deodoro para Niterói e visitou também as obras da nova sede do Curso de Ações de Comandos, que está sendo construída em parceria com o ministério no Centro de Instrução de Operações Especiais do Exército (CIOpEsp), no Forte Imbuhy. Trata-se de uma grande área que terá pavilhão com salas para 120 alunos, refeitório, sala de jogos, piscina, quadra poliesportiva, entre outras benfeitorias.

Participaram ainda do tour o secretário de Economia e Finanças, general Marco Antônio Amaro; o vice-chefe do Decex, o general Joarez Alves Junior; o chefe da assessoria especial de Orçamento e Finanças, general André Bastos Santos; o diretor de infraestrutura SNEAR/ME, general Antônio Leite dos Santos Filho; o assistente do secretário de Economia e Finanças, coronel Adelson Robbi; o assessor  do Legado Olímpico CCFEx, Mauro Secco; o superintendente do Legado Olímpico de Deodoro, coronel Sérgio Perdigão Bernardes; o adjunto da AOFin, tenente coronel Dimas Machado; e o chefe de gabinete do ministro, Marcelo Martinelli.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário:

X
X