AGLO inaugura primeira quadra de areia em legado olímpico

AGLO inaugura primeira quadra de areia em legado olímpico

Semifinais e finais do Mundial Militar de Vôlei de Praia ocorrem neste fim de semana

A Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO) acaba de concluir a construção de uma quadra de areia dentro do Parque Olímpico da Barra, no Rio de Janeiro. A inauguração do local ocorre neste fim de semana com as semifinais e finais do Mundial Militar de Vôlei de Praia. O acesso do público é gratuito.

É a primeira vez na história dos Jogos Olímpicos que um legado passa a contar com toda uma estrutura para esportes como futevôlei, futebol de areia, beach tênis, rugby de areia e vôlei de praia, que é uma modalidade olímpica. Medalhistas como Bruno, Alison e Ágatha, além das duplas Evandro e André, e Larissa e Talita, também competem no mundial.

Para o presidente da AGLO, Paulo Márcio Dias Mello, a quadra representa mais uma opção de espaço de treinamentos e competições de atletas de base, bem como atletas de alto rendimento, que passam a contar com uma estrutura para treinos com vistas ao próximo ciclo olímpico.

“A gente tem que oferecer o melhor para esses atletas. Agora nosso objetivo é dar pleno uso ao novo equipamento esportivo, de modo que, inclusive, possamos capacitar nossos competidores para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Essa é mais uma opção para o desenvolvimento dos esportes de alto rendimento no Brasil”, justificou Mello.

A quadra, com 1600m2, está estrategicamente localizada ao lado do Centro Olímpico de Tênis. A ideia é que as estruturas internas como banheiros e vestiários do segundo equipamento sirvam de apoio para o primeiro.

As obras, o que incluiu a construção da quadra, paredes de contenção, todo o sistema de iluminação e drenagem de água, bem como o transporte dos 640m3 de areia; foram realizadas em apenas três meses. A areia foi fornecida pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Já a arquibancada deverá ser móvel, e ficará a cargo do organizador do evento esportivo. A estimativa é de que ela deverá atender um público de até quatro mil pessoas. A quadra deverá receber ainda este ano o FutCombat, desafio de futevôlei, de iniciativa empresa Águia Empreendimentos.

 

Jogos Militares promete finais entre os principais atletas olímpicos

Atletas militares de 20 países se encontrarão no Rio de Janeiro para disputar o 2º Campeonato Mundial Militar de Vôlei de Praia, competição de iniciativa do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM). O mundial é organizado pelo pelos Ministérios da Defesa, por meio Departamento de Desporto Militar, e do Esporte.

“Todos os eventos esportivos militares realizados no Brasil têm por objetivo promover o congraçamento entre os países e a amizade através do esporte, razão de ser do CISM”, explica o diretor do Departamento de Desporto Militar do Ministério da Defesa, almirante Paulo Zuccaro.

Ele ainda explica que o Programa de Atletas Militares de Alto Rendimento é forte, uma vez que treze das dezenove medalhas obtidas pelo Brasil nos Jogos Olímpicos Rio-2016 foram proporcionadas por atletas da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.

“No mundial militar de vôlei de praia, veremos nossos extraordinários medalhistas olímpicos Bruno, Alison e Ágatha em ação novamente. Também participarão do evento as duplas Evandro e André e Larissa e Talita, que são nada menos do que as duplas campeãs do Circuito Mundial masculino e feminino de 2017”, destacou Zuccaro.

No sábado (11/11), das 9h às 18h a quadra externa de areia receberá as semifinais de vôlei. Já no domingo (12/11), as finais estão previstas de 9h às 14h. As competições contarão com árbitros de países como China, Alemanha e Sri Lanka.

O Mundial Militar de Vôlei de Praia, que reúne equipes masculinas e femininas, foi iniciado no último dia 7, no Centro de Capacitação Física do Exército (CCFEx), na Urca. As disputas reúnem mais de 50 atletas da Alemanha, do Brasil, da China, da Holanda, do Irã, da Jordânia, da Letônia, da Palestina, do Paquistão e do Sri Lanka. Os jogos das fases classificatórias estão ocorrendo no CCFEx.

 

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário:

X
X