A VERSATILIDADE DO POB E A DESPEDIDA DO JORGINHO DO BEACH SOCCER

A VERSATILIDADE DO POB E A DESPEDIDA DO JORGINHO DO BEACH SOCCER

A despedida do Jorginho do Beach Soccer ocorrida neste final de semana (26 e 27/01) no Parque Olímpico da Barra, além de celebrar majestosamente a carreira de um dos maiores do futebol de areia de todos os tempos, evidenciou mais uma vez a versatilidade das arenas olímpicas e das áreas internas do Parque Olímpico da Barra (POB).

O desafio Brasil X Japão foi dividido em dois duelos ocorridos no sábado, com vitória do Brasil por 5 a 1, e no domingo, com a presença do fenomenal ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, que abrilhantou a festa do amigo marcando três gols na segunda partida, onde a seleção brasileira de Beach Soccer derrotou novamente a equipe japonesa, desta vez por 11 a 4.

O evento foi um sucesso, contando também com as presenças dos seus ex-parceiros de seleção de futebol de areia Junior, ex-craque do flamengo e atualmente comentarista da TV Globo e Claudio Adão, que não jogaram, mas lhe entregaram uma placa comemorativa pela sua vitoriosa carreira.

Longe dos holofotes, o que mais uma vez despertou a atenção para os envolvidos diretamente na organização e execução do desafio foi a versatilidade do POB em se adaptar às mais variadas modalidades esportivas e eventos de qualquer natureza. Em poucos dias arenas são transformadas e espaços são construídos para receber com qualidade, conforto e segurança, projetos e competições esportivas com a presença de público, imprensa e autoridades. Foi assim no “Gigantes da Praia”, desafio de vôlei de areia que transformou o Centro Olímpico de Tênis em fevereiro de 2017, o “Game XP”, evento de jogos eletrônicos que recebeu mais de 300 mil pessoas nas Arenas Carioca 1 e 2 em setembro de 2017 e, recentemente, o SLS Word Championship, etapa final do mundial de skate na categoria street, ocorrida em janeiro deste ano na Arena Carioca 1, inédito no Brasil e que superou todas as expectativas, segundo a própria agência Effect Sport que representou a liga americana de skate (SLS) no Brasil .

O Beach Soccer faz parte do calendário de eventos do POB desde outubro de 2018, com a final da Liga Sul Americana CONMEBOL, organizado pela Confederação de Beach Soccer do Brasil – CBSB, que também trouxe para o Legado Olímpico a Copa Brasil de Clubes 2018, Libertadores de Clubes e o Desafio Internacional de Beach Soccer Brasil X Japão. Essa é uma parceria de muito sucesso entre a CBSB e a Autoridade de Governança do Legado Olímpico – AGLO.

“Jogar no Parque Olímpico é uma motivação a mais para a seleção brasileira, pela atmosfera das olimpíadas, já que lutamos para que o Beach Soccer se torne um esporte olímpico. A visibilidade do local eleva a modalidade e a estrutura e qualidade da areia são excelentes”, avalia Pablo Moraes, Supervisor da CBSB, que também enaltece a parceria com a AGLO: “Equipe muito profissional e atenciosa, nos deu todo apoio para a realização dos eventos”.

O craque Jorginho se emocionou ao finalizar sua vitoriosa carreira como jogador no palco das Olimpíadas, mas lamentou que o esporte ainda esteja distante de se tornar uma modalidade olímpica: “Foi um prazer e uma honra jogar meu último jogo pela seleção brasileira num lugar tão significativo para o esporte, realmente uma sensação única, inexplicável, porém o que me entristece é que o Beach Soccer ainda está longe de ser tornar olímpico”.

 

Texto: Marcello Barbosa
Fotos: Rodrigo Galvão

Notícias Relacionadas

X
X